Kassab e a Microsoft


Não tem lógica a intenção do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab,
de mudar o sistema operacional dos centros de inclusão digital da
Prefeitura, de Linux para Microsoft. Essa história de que o sistema é
de graça e é melhor para deficientes visuais não cola. É mais velho que
andar para trás que, a partir do momento em que se adota um SO, fica-se
refém dele, de todos seus aplicativos e de todas suas futuras
atualizações.



Suponha que a prefeitura pretenda desenvolver
aplicativos educacionais para seus centros. Todos estarão amarrados ao
sistema Windows. Assim como toda a expansão futura do sistema.

Não
cola essa idéia de que é presente por ser de graça. Não é, e o prefeito
– que tem formação acadêmica respeitável – não tem o álibi da
ignorância para esse atitude.

Faria muito melhor empregando os recursos no desenvolvimento de aplicativos para softwares livres.

Por Luís Abeid

Seguem os links sobre a notícia, que postei em outro comentário:

A notícia originalmente é do Link do Estadão

Mas eu a ví no portal Br-linux, que, apesar de linkar a noticia do estadão, tem muitos comentários relevantes dos leitores:

E o do Sergio Amadeu, que foi o responsável pela implementação do software livre nos telecentros paulistanos.

http://www.projetobr.com.br/web/blog/5#4873

www.leonardodamasceno.com

Powered by ScribeFire.

Anúncios

About this entry